quinta-feira, 2 de março de 2017

ROTEIRO DE MARÇO


SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
PRAÇA 29 DE DEZEMBRO, 57
DIRETORIA DE ENSINO







ROTEIRO DE
MARÇO

Secretária de Educação:Maria Rozivânia
Equipe Pedagógica:
Ana Kelly
Diana Carla
Gerlane Santos
Valdinere Alves

Cortês
2017

Data

Atividades

02
·          
·         Dia Nacional do Turismo

08

 Dia Internacional da Mulher

10

Dia do Telefone.

15

Dia da Escola

19

Dia de São José /Dia do Plantio do Milho



22

Dia Mundial da Água



27

Dia do Circo:


31

Dia da Saúde e Nutrição

































SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
PRAÇA 29 DE DEZEMBRO, 57
DIRETORIA DE ENSINO








Descrição: Resultado de imagem para flores bordasDia Internacional da Mulher
História
As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento. 
No Brasil, as movimentações em prol dos direitos da mulher surgiram em meio aos grupos anarquistas do início do século 20, que buscavam, assim como nos demais países, melhores condições de trabalho e qualidade de vida. A luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932, na Constituição promulgada por Getúlio Vargas. A partir dos anos 1970 emergiram no país organizações que passaram a incluir na pauta das discussões a igualdade entre os gêneros, a sexualidade e a saúde da mulher. Em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com o Estado, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.
Conquistas das Mulheres Brasileiras
·         1822: Maria Leopoldina Josefa Carolina, arquiduquesa da Áustria e imperatriz do Brasil, exerce a regência, em 1822, na ausência de D. Pedro I, que se encontrava em São Paulo. A imperatriz envia-lhe uma carta, juntamente com outra de José Bonifácio, além de comentários a Portugal criticando a atuação do marido e de dom João VI. Ela exige que D. Pedro proclame a independência do Brasil e, na carta, adverte: “O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece”.
·         1827: surge a primeira lei sobre educação das mulheres, permitindo que frequentassem as escolas elementares; as instituições de ensino mais adiantado eram proibidas a elas.
·         1885: A compositora e pianista Chiquinha Gonzaga estreia como maestrina, ao reger a opereta “A Corte na Roça”. É a primeira mulher no Brasil a estar à frente de uma orquestra. Precursora do chorinho, Chiquinha compôs mais de duas mil canções populares, entre elas, a primeira marcha carnavalesca do país: “Ô Abre Alas”. Escreveu ainda 77 peças teatrais.
·         1887: Formou-se a primeira médica no Brasil: Rita Lobato Velho. As pioneiras tiveram muitas dificuldades em se afirmar profissionalmente e algumas foram ridicularizadas.
·         1932: Getúlio Vargas, no início da Era Vargas, promulga o novo Código Eleitoral, garantindo finalmente o direito de voto às mulheres brasileiras. A primeira atleta brasileira a participar de uma Olimpíada, a nadadora Maria Lenk, de 17 anos, embarca para Los Angeles. É a única mulher da delegação olímpica.
·         1933: Nas eleições para a Assembleia Constituinte, são eleitos 214 deputados e uma única mulher: a paulista Carlota Pereira de Queiroz.
·         1960: Durante o Período Democrático, a grande tenista brasileira, a paulista Maria Esther Andion Bueno torna-se a primeira mulher a vencer os quatros torneios do Grand Slam (Australian Open, Wimbledon, Roland Garros e US Open). Conquistou, no total, 589 títulos em sua carreira.
·         1979: Eunice Michilles, então representante do PSD/AM, torna-se a primeira mulher a ocupar o cargo de Senadora, por falecimento do titular da vaga. A equipe feminina de judô inscreve-se com nomes de homens no campeonato sul-americano da Argentina. Esse fato motivaria a revogação do Decreto 3.199.
·         1980: Recomendada a criação de centros de autodefesa, para coibir a violência contra a mulher. Surge o lema: “Quem ama não mata”.
·         1983: Surgem os primeiros conselhos estaduais da condição feminina (MG e SP), para traçar políticas públicas para as mulheres. O Ministério da Saúde cria o PAISM – Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher, em resposta à forte mobilização dos movimentos feministas, baseando sua assistência nos princípios da integralidade do corpo, da mente e da sexualidade de cada mulher.
·         1985: Surge a primeira Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher – DEAM (SP) e muitas são implantadas em outros estados brasileiros. Ainda neste ano, com a Nova República, a Câmara dos Deputados aprova o Projeto de Lei que criou o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. É criado o Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem), em lugar do antigo Fundo de Contribuições Voluntárias das Nações Unidas para a Década da Mulher.
·          1988: Através do lobby do batom, liderado por feministas e pelas 26 deputadas federais constituintes, as mulheres obtêm importantes avanços na Constituição Federal, garantindo igualdade a direitos, e obrigações entre homens e mulheres perante a lei.
·         1994: Roseana Sarney é a primeira mulher eleita governadora de um estado brasileiro: o Maranhão. Foi reeleita em 1998.
·         1996: O Congresso Nacional inclui o sistema de cotas, na Legislação Eleitoral, obrigando os partidos a inscreverem, no mínimo, 20% de mulheres nas chapas proporcionais.
·         1996: A escritora Nélida Piñon é a primeira mulher a ocupar a presidência da Academia Brasileira de Letras. Exerce o cargo até 1997 e é membro da ABL desde 1990.
·         1998: A senadora Benedita da Silva é a primeira mulher a presidir a sessão do Congresso Nacional.
·         2010: Dilma Rousseff é eleita à primeira presidente mulher do Brasil.

SUGESTÃO DE ATIVIDADES

Escola



Atividade
Escola Municipal Andrea de Aguiar Carneiro Leão
Saúde da Mulher
Ação Preventiva
Escola Municipal Mário Domingues
Beleza da Mulher
Escola Municipal Padre Borges
Saúde da Mulher
(Bem estar)
Escola Municipal Francisca Rocha
A mulher na Sociedade
Escola Municipal Senador Antônio Farias
Saúde da Mulher
Ação Preventiva
Escola Municipal Santo Antônio
Saúde da Mulher
Ação Preventiva
Escola Municipal Prof° Jaequissandro  Silva de Morais
Beleza da Mulher
Creche Sonho de Criança
Saúde da Mulher
(Bem estar)
Creche São Francisco das Chagas
Saúde da Mulher
(Bem estar)
Escolas Campesinas
A mulher na Sociedade

Sugestões
·         Palestras com profissionais da área: Psicólogos, Assistente Social, Fisioterapeuta, Ginecologista, Nutricionistas, Cabelereiras, Manicures e etc.
·         Vídeos com mulheres da comunidade;
·          Sorteio de Brindes;
·         Escolha da Mulher destaque da Comunidade;
·         Músicas de Mulher para acolhida;
·         Preparar mural para Escola com a temática em destaque
·         Entre outros...

  
 Dia da Escola
No dia 15 de março, comemoramos o Dia da Escola. Depois do contato familiar, é a escola que exerce os papeis mais importantes na vida das crianças, como a alfabetização e o dever de preparar os pequeninos para a vida em sociedade.
O termo escola vem do grego “skholê”, que significa descanso ou lazer. Então a escola antigamente era ambiente apenas de lazer? Não é bem assim! A explicação é que na Grécia Antiga as atividades de estudo, pesquisa e filosofia eram exclusivas das pessoas que não exerciam trabalho braçal, ou seja, dispunham de tempo livre.

Projeto
                   Conhecendo e Cuidando da Minha Escola

Justificativa
A escola desempenha um importante papel na vida do cidadão, contribuindo para sua preparação profissional e sua vida em sociedade; muitos a tem como uma extensão da sua casa, outros até como seu próprio lar. Neste sentindo, nota-se quão grandiosa é a função da escola e para isto se faz necessário que esta disponha de um espaço físico acolhedor.
Nota-se, porém que alguns alunos não a valorizam da forma que deveriam, talvez por uma falta de conhecimento ou até mesmo de regras previamente estabelecidas e acordadas.
Partindo desse pressuposto elaboramos este projeto que tem como foco principal realizar uma reflexão com o aluno acerca do papel que este desempenha no que diz respeito à valorização, conservação e preservação do ambiente escolar.
Objetivo Geral
·         Propor ao educando uma reflexão a cerca do papel que este desempenha quanto à valorização, conservação e preservação do ambiente escolar.

Objetivos Específicos
·         Conhecer o espaço físico da escola bem como os profissionais que a compõem;
·         Perceber-se como parte integrante da escola;
·         Estimular o cuidado e a preservação do ambiente escolar;
·         Colaborar com a conservação dos equipamentos e mobiliários da escola;
·         Criar regras de convivências dentro da Escola;

Metodologia

Desenvolver ações que viabilizem a valorização, conservação e preservação do ambiente escolar, por meio de conversas, debates, palestras, construção de trabalhos para exposição, dentre outros

Ações a serem desenvolvidas

·         Confecção de cartazes;
·         Palestras Educativas;
·         Exposição de atividades desenvolvidas;
·         Organização de equipes de monitoramento do espaço físico da escola;
·         Criar um conselho de alunos das diferentes modalidades;
·         Construir e manter áreas verdes da escola (hortas e jardins);
·         E outros...

Duração

O projeto será desenvolvido de 13 á 22 de março.

Avaliação
A avaliação será contínua, mediante o desenvolvimento das ações vivenciadas e o feedback  delas.



REFERÊNCIAS
http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-da-escola.htm ;